Em busca do discurso respeitoso

Há alguns anos, eu tive a honra de convidar uma líder comunitária para falar com meninas em preparação para seu bat-mitsvá sobre o significado, para ela, de ser uma mulher adulta judia. Esta líder, uma senhora ortodoxa, falou com muita paixão sobre o preceito judaico...

Sendo nossos próprios juízes

O Midrash nos conta a seguinte história:O rabino Hanina Elazar tinha em seu quintal uma árvore cujos galhos se esparramavam pelo quintal de seu vizinho. Certo dia, veio ao seu tribunal um homem reclamando que seu vizinho deveria podar os ramos de uma árvore, que caía...

A força de uma comunidade

O Grande Templo de Jerusalém foi idealizado para ser o ponto de unificação entre todas as tribos e a centralidade de toda terra de Israel. De alguma maneira estaríamos retomando a coesão que o Mishcán, o Tabernáculo móvel que acompanhou o povo ao longo dos quarenta...

Mediocridades da arrogância

Conta uma velha piada israelense que perguntaram ao ole chadash (novo imigrante) número mil da ex-união soviética:- diga-nos, como era a comida na URSS?- não posso reclamar- e o trabalho?- não posso reclamar- e a política?- não posso reclamar- e a economia ?- não...

Uma visão judaica do amor

“ve’ahavtá et Adonai Elohêcha, be’chól levavchá….”Só de pensar nestas palavras – que, assim como primeira frase do Sh’má, estão na parashá desta semana – eu já consigo escutar nossa comunidade declarando-as conjuntamente, no ritmo cadenciado como fazemos...

Os judeus e as palavras

Quando pensamos nas oferendas que aconteciam nos Templos de Jerusalém, o estranhamento é inevitável. É difícil entender como pessoas como nós se sentiam a vontade com um ritual que consistia no abate de animais para se aproximar de Deus. A explicação antropológica...